Desde o final da década de 1990 a dosagem sérica da Interleucina -6 (IL-6) vem sendo utilizada como auxílio diagnóstico de diversas doenças inflamatórias, variando desde periodontites (1) até sepse em recém-nascidos (2). A IL-6 é uma citocina com ação pró-inflamatória que se eleva rapidamente como resposta a diversos eventos patológicos, como traumas ou agentes infecciosos. Também possui papel importante em doenças autoimunes, sendo que o uso de medicamento bloqueador de IL-6 possui efeito benéfico em pacientes com artrite reumatoide (AR) (3).

Recentemente a pandemia de COVID 19 elucidou mais um importantíssimo papel desempenhado por esta citocina no acompanhamento de pacientes. Diversos estudos revelam que a dosagem de IL-6 é capaz de orientar médicos e pacientes quanto a necessidade de internação e intubação. Além disso, níveis séricos elevados de IL-6 estão, normalmente, associados a prognósticos de evolução grave (4-7).

A associação entre altos níveis de IL-6 e casos graves de COVID-19 parece acorrer devido a um fenômeno biológico denominado tempestade de citocinas, que é bastante comum em UTIs dedicadas a estes pacientes. Neste contexto, desde o fim do ano passado, o CDC autorizou uma série de estudos, ainda em andamento, que buscam evidenciar se o uso dos mesmos medicamentos bloqueadores de IL-6 usados no tratamento da AR poderiam trazer benefícios também a pacientes graves de COVID 19 (8).

É notório que o conhecimento a respeito da evolução e tratamento da COVID-19 está sendo construído a cada dia, entretanto, considerando tudo que já se sabe sobre participação da Interleucina -6 em diversas doenças inflamatórias, é seguro concluir que este pode ser um teste essencial como auxílio diagnóstico no acompanhamento de pacientes com COVID-19.

  • Avaliação quantitativa das citocinas il-4, il-6, il-8, il-10 e do tgf-b, presentes na saliva de pacientes com periodontite antes e após a submissão à psicoterapia – análise comparativa com pacientes controles.
  • Interleucina 6 e proteína c reativa no diagnóstico de sepse tardia no recém-nascido nascido. Maria Esther J. R. Ceccon
  • Uma nova interleucina no tratamento das artrites: anti-interleucina-6. Morton Aaron Scheinberg*
  • Elevated interleukin‐6 and severe COVID‐19: A meta‐analysis
  • Serum interleukin‑6 is an indicator for severity in 901 patients with SARS‑CoV‑2 infection: a cohort study
  • Level of IL-6 predicts respiratory failure in hospitalized symptomatic COVID-19 patients
  • Role of interleukin 6 as a predictive factor for a severe course of Covid-19: retrospective data analysis of patients from a Long-term Care Facility during Covid-19 Outbreak
  • Available on-line at https://www.cdc.gov/library/covid19

A Biosys oferece determinação quantitativa de IL-6 em amostras de sangue total/soro/plasma humano: veja em ICHROMA IL-6.